Cine Teatro Municipal De Contagem

VEREADOR MAIS UMA VEZ COBRA EXPLICAÇÕES DA FUNDAC

Vereador Alex Chiodi solicita posicionamento transparente sobre a situação dos patrimônios culturais de Contagem

Na reunião plenária desta terça-feira (07), o vereador Alex Chiodi solicitou através de Requerimento Nº 1.242/2017 informações da Fundac (Fundação Cultural de Contagem) a respeito da reforma e manutenção dos espaços culturais de Contagem, também pediu a presença do presidente da Fundação na Câmara Municipal de Contagem para posicionamento do órgão em relação a recuperação do Cine Teatro de Contagem, da Casa de Cacos, Estação Ferroviária do Bernardo Monteiro e de outros espaços.

De acordo com o parlamentar, os equipamentos fazem parte do patrimônio histórico e cultural do município de Contagem e sofrem com o abandono e a falta de ação do órgão responsável. Chiodi lembrou a situação do Cine Teatro Municipal, interditado desde 2011. “O espaço foi fechado para reforma com a alegação que seria realizada uma grande reforma e nada foi feito até o momento. Na gestão passada fomos informados que o projeto para a reforma já estaria pronto e que as obras começariam em breve e depois disso não tivemos mais notícia e sensação de abandono e descaso e cada vez maior”, ressaltou. “O Cine Teatro é tombado pelo patrimônio histórico e tem grande valor para a nossa cidade, além de ser um dos poucos espaços que temos para a realização de eventos com grande públicos e que está se acabando. Daqui a pouco só teremos recordações por foto, porque não haverá mais o espaço se nenhuma ação imediata for tomada”, concluiu.

Casa de Cacos, que ganhou notoriedade nos anos 70 está interditada desde 2005, assim como outros espaços. O vereador pediu transparência e agilidade a respeito das informações e trâmites sobre a recuperação dos equipamentos.

Alex Chiodi também solicitou, através de ofício encaminhado ao órgão responsável, a presença do secretário municipal de obras na Câmara para prestar esclarecimentos sobre as obras em andamento na cidade, como dos viadutos da Ressaca e Petrolândia. E cobrou da Secretaria Municipal de Saúde, através do Requerimento Nº  1.243/2017, lido e aprovado em reunião plenária, providências em relação ao imóvel que abrigava o antigo Pronto Socorro JK. Segundo o vereador, o imóvel está abandonado e de acordo com os moradores da região, está sendo utilizado como ponto de droga e abrigo, colocando em risco a comunidade do entorno.

/* ]]> */