IMG 6313

VEREADORES RECEBEM PRESIDENTE DA TRANSCON

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppGoogle GmailLineLinkedIn

Atendendo pedido do Vereador Alex Chiodi, presidente da TransCon esclarece dúvidas sobre radares

O presidente da Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte, Gustavo Gomes Peixoto, e equipe estiveram nesta terça-feira (21), na Câmara Municipal de Contagem, atendendo pedido do vereador Alex Chiodi (SD), para prestar esclarecimentos sobre a reinstalação dos radares e assuntos relacionados à pasta.

O gestor iniciou a reunião amenizando a questão, que foi tão debatida nas últimas semanas, devido à retirada e recolocação dos equipamentos de aferição de velocidade pela cidade. E contou o histórico de licitações, contratações e denúncias em relação à prestação de serviço dos radares de controle de velocidade.

Gustavo Peixoto explicou que o último contrato com a empresa GCT, que cuidava dos radares há anos, terminou no final de janeiro, e uma nova empresa, Cinzel Engenharia, vencedora da concorrência, foi contratada de forma emergencial por 180 dias, para prestação de serviços até que se conclua um processo no Tribunal de Contas do Estado. Após esse período, a expectativa é pela abertura de uma licitação.

“Além dos valores apresentados pela empresa vencedora, é importante destacar a necessidade técnica para a troca, pois os equipamentos estavam obsoletos, desde 2007 sem atualizações. Havia necessidade de reparos constantes, com perdas significativas no processamento de dados, transtornos nas vias e elevado custo de manutenção, perda das imagens de até 60%, gerando descrédito e ineficiência do sistema de fiscalização”, pontuou o presidente da TransCon.

Novos equipamentos

De acordo com os representantes da autarquia, os novos radares foram instalados nos mesmos locais onde estavam os antigos, no entanto, em alguns pontos, não haverá reinstalação, reduzindo de aproximadamente 30, para 25 radares em toda a cidade. A previsão é que todos estejam em funcionamento até o final deste mês, após certificação pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). O vereador Alex Chiodi reiterou o pedido para que o órgão reforce a sinalização próximo aos radares e que sejam instaladas faixas alertando a população sobre o início de funcionamento dos equipamentos.

Gustavo desmistificou os boatos de que os radares estariam aptos a fazer a aferição da velocidade em uma distância de até 100 metros e de que autuariam pelo não uso do cinto de segurança e pelo uso de telefones móveis na direção. “Ao contrário do que foi divulgado, os equipamentos não autuam em 100 metros antes ou depois. O que ocorre é uma mudança de tecnologia, que passa a registrar por feixe de ondas, detecção mais eficaz que pode ocorrer em até 35 metros”, destacou, acrescentando que “a falta de cinto e o uso celulares são autuados apenas pelo agente de trânsito”.

E, segundo os representantes da TransCon, a utilização de radares móveis de controle de velocidade foi completamente descartada pela atual administração de Contagem.

 

 

 

 

 

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppGoogle GmailLineLinkedIn
/* ]]> */